domingo, 5 de fevereiro de 2017

CONSTRUTOR




Pavimentou com ovos de serpente
essa estrada comprida e desastrosa,
que há de levar a algum inferno quente
(pois não conduz a um éden cor-de-rosa).

Ungiu-a com o veneno dissolvente
da intenção reptiliana, cavilosa,
como um aviso a quem não se contente
e ali se perca em noite tumultuosa.

E, para mor perigo, encompridou-a
até o limite do asco e do futuro,
onde, alto e súbito, um trovão já soa.

Para a queda é que a fez — e sob medida,
pois no abismo termina, inadvertida,
se abrindo ao fim num sorvedouro escuro.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

FAMÍLIA



No dia seguinte, Noblat, que também foi um dos entrevistadores do Roda Viva, publicou um tweet que mais parece um daqueles poemas horrorosos do não-eleito...
(João Filho, no Intercept)

O presidente Putativo,
com dona Bela, a recatada,
e o milionário Miguézinho
passam seu doce feriado
no Palácio do Jaburu.

Nada é mais belo que a família,
nem mais lindo que um feriado,
quando se é tão decorativo
e não há pedras no caminho.
(E o sol brilha forte em Brasília!)

Só mesmo a saúde do Brasil,
e a política do Brasil,
e a economia do Brasil,
e outras coisinhas do Brasil
é que andam feias  pra chuchu!