quinta-feira, 27 de abril de 2017


BONECO DE PAPEL



Ao contrário do Lula, ganhei dinheiro trabalhando.
(João Doria Jr.)

Somente a gabolice do playboy
já encheria umas vinte caçarolas,
sobrando o jogo de trocar as bolas
e as tretas do “meu-pai-foi-rei-não-foi”.

Vestir-se de pedreiro, de gari,
de padre, de bufão, de escafandrista,
de gueixa (caso quadre a tal artista),
não há de melhorar seu pedigree.

Se, como disse o Lula, em vez do afã
de produzir espanto noite e dia,
pusesse mais os glúteos na cadeira

para a qual foi eleito (à brasileira),
valeria um arroto esse Tarzan,
e o contribuinte lhe agradeceria.

(Incluído em Indigestos e purgativos, 2ª edição)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

PRURIDO



Ao menos 13 políticos da lista de Fachin foram às ruas ‘contra a corrupção’
(Uol Notícias)

Se fores à honradíssima passeata,
toma conta do bolso e da carteira
e não exponhas de qualquer maneira
a tua joia, mesmo que de lata.

Se fores à amaríssima passeata
esconde a tua moeda na algibeira,
guarda o colar, o brinco ou a pulseira
e o teu topázio de nefelibata!

Protege bem a chave do teu carro
e o bom santinho (embora de pau oco),
e o outro, de ouro (que tem os pés de barro).

Guarda-os. E vai às ruas externar
essa ansiedade que te dá sufoco
e esse prurido que te faz coçar.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

SEGUNDA EDIÇÃO AUMENTADA



Lançada em formato digital a segunda edição, acrescida de 24 sonetos, do livro Indigestos e Purgativos. O golpe não vai a parte alguma, mas a literatura engorda.

Para baixar gratuitamente, clique aqui.