segunda-feira, 1 de maio de 2017

SAÚDE PÚBLICA



Gilmar proíbe PF de ‘surpreender’ Aécio
(Notícia do Estadão)

Não sei se ele é cardíaco, mas penso
que o Gilmar tem razão nesse quesito.
E, afinal, nada vejo de esquisito
em cuidar de um compadre, se hipertenso,

tratando, pois, de resguardá-lo assim
e de impedir que a coisa degringole
para acidente grave ou que se enrole
a meada, sem jamais chegar ao fim.

No mais, não faço ideia da matéria
que tal pança acumula — questão séria,
da qual pende o futuro da República.

Digo que não dar sustos ao paciente
não é exercício, só, benevolente,
mas medida — crucial — de saúde pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário